sexta-feira, 11 de junho de 2010

Mais sobre o Guignol e algumas surpresas

PageRank
bijoux

Em busca do Guignol do RJ
Acho legal quando estou pesquisando um assunto, vou puxando o fio e me deparo com informações que me deixam completamente surpreendida.
Pois é, deparei-me com um álbum de fotos da Prefeitura do RJ, da Secretaria de Cultura,mostrava fotos de alguns espetáculos de marionetes feitos para a reinauguração de alguns  Teatros de Guignol  em bairros como Tijuca e no Meier, como também o da Quinta da Boa Vista.























Encontrei estas informações:
"Com o advento da República, o Prefeito Pereira Passos, transformou a capital do Brasil, na Belle Époque carioca. Houve assim, importação do francês na arquitetura, nos costumes, na moda, na vida. Sintonizado por essa vontade, Pereira Passos, implantou dois Teatros de Guignol e seu sucessor, Francisco de Souza Aguiar, mais três na nossa cidade: Mourisco, Saens Peña, Copacabana, Beira Mar e Jardim do Méier. O que era mambembe, virou oficial.
O Teatro de Guignol surgiu em Lyon na França em 1804, em conseqüência da Revolução Francesa e a crise de desemprego, sendo idealizado por Laurent Mourguet com o intuito de divertir e divulgar sua atividade de arranca dentes. A personagem Guignol não existia e sim o Polichinelo que afrancesado, em 1820, chamou-se Guignol, sendo usado como um veículo de informação dos acontecimentos cotidianos, sempre com muito humor...

Mas o grande responsável pelo desenvolvimento desta atividade foi o empresário português Arnaldo Gomes de Souza que obteve o reconhecimento de Pereira Passos que permitiu o arredamento desses espaços municipais para atividades de diversão. O sucesso foi tanto que à época a cervejaria Brahma teve interesse em se associar, fazendo uma parceria para divulgar seus produtos diante da tradicional demanda por vinhos, promovendo assim apresentações gratuitas de teatros de bonecos e de variedades. Mas nem todos tiveram a mesma sorte de um patrocínio, como o de Botafogo que cobrava 200 réis por ingresso.
Poucos registros encontram-se em arquivos nacionais, e somente o Guignol da Tijuca tem uma foto registrada com data, feita por Augusto Malta em 16 de agosto de 1927"

-Nunca que iria saber que o Teatro Guignol existiu e ainda existe no RJ. Ficava com a pulga atrás da orelha com o estado de um teatro de bonecos que tem na Quinta da Boa Vista, uma estrutura linda, com uma placa fazendo referência ao Prefeito Pereira Passos e o resto só desolação.. Soube pelo Sr. Carlos Henrique , presidentete da "Associação Rio de Teatro de Bonecos", que aquele teatro foi restaurado mas com materiais de péssima qualidade e que está todo depredado novamente.
O próprio projeto que foi reiniciado em 2008, está agora prosseguindo as duras penas sem verbas condizente. É... é  para  ficar zangado mesmo.
-Bem, vou continuar no rastro desta história...

Só para se ter uma idéia veja os endereços aqui no RJ:
Teatro de Guignol Quinta da Boa VistaQuinta da Boa Vista, s/n - São Cristóvão

Teatro de Guignol Jardim de Alah Praça Paul Claudel, s/n - Ipanema

Teatro de Guignol Jardim do Méier Praça do Jardim do Méier, s/n - Méier























Este teatro de Guignol do Meier
Teatro de Guignol Tijuca Praça Xavier de Brito, s/n - Tijuca
No seu passado:




















Hoje:


















Teatro de Guignol GamboaPraça Coronel Assumpção, s/n - Gamboa

- Ainda indo nos rastro desta história, descubro que em Botafogo ao lado do Pavilhão Mourisco tinha um teatrinho de Guignol.


Vou continuar pesquisando sobre o tema, não deixe de acessar a página:
Está aí um bom tema para fotografar, quero ver se encontro neste fim de semana o da Gamboa.

FANTOCHES E MARIONETES

Postagem em destaque

Nova Criação

Samantha Fox Criada para o bloco Surdos e mundos para o carnaval de 2017.